UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 9 de agosto de 2022

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Quem financiará a campanha da Unidade Popular em 2022

Quem financiará a campanha da UP? O povo trabalhador, pois, como sabemos, a emancipação dos trabalhadores só poderá ser obra dos próprios trabalhadores.

A Chapa 2 Oposição – Reconstrução e Luta é homologada e disputará as eleições do DCE da UFBA

Ícaro Vergne Salvador (BA) JUVENTUDE - Para transformar o movimento estudantil na UFBA, tornando-o mais combativo em tempos de ameaça fascista, a Chapa 2 Oposição -...

Juízes no Brasil são ricos e brancos, UP propõe eleições para o Judiciário

Willian Poiato SÃO PAULO - Decisões do judiciário desconexas às vontades populares e os mandos e desmandos do Supremo Tribunal Federal (STF) trouxeram destaque incomum...

Afinal, quem é Léo Péricles na fila do pão? 

Este é apenas um breve relato bibliográfico daquele que, com muita honra, é meu pré-candidato à presidência do Brasil.

Eleições são fraudadas no Equador

O principal desafio das forças revolucionárias nas eleições de fevereiro esteve, portanto, diretamente ligado à necessidade de expressar na luta eleitoral a luta de rua que ocorreu no ano anterior.

Movimentos sociais se levantam contra fraude eleitoral no Equador

Atas de contagem fraudadas, principalmente na região de Guayaquil, retiraram o candidato Yaku Perez e colocaram o banqueiro Guillermo Lasso no segundo turno. Partidários de Rafael Correa e da direita respaldam a fraude eleitoral.

Bloco popular e de esquerda vence o primeiro turno das eleições no Equador

Os esforços da classe dominante – apoiados nas máquinas eleitorais e nos grandes meios de comunicação – não conseguiram levar os dois candidatos dos capitalistas (Arauz e Lasso) para o segundo turno. Mais de 70% dos equatorianos rejeitam o candidato de Rafael Correa e suas armadilhas demagógicas.

Equador pode derrotar a herança neoliberal nas eleições de fevereiro

Yaku Perez, candidato indígena da coalizão de esquerda, tem chances reais de chegar ao segundo turno nas próximas eleições presidenciais do dia 7 de fevereiro; Equador expressa nas urnas a continuidade do levantamento popular de outubro de 2019. 

Fascistas são derrotados nas eleições municipais

“A agitação política mais ampla e a organização de grandes campanhas políticas constituem uma tarefa absolutamente necessária, a tarefa mais imperiosamente necessária à atividade, se esta atividade for verdadeiramente socialista.” – Vladimir Lênin: O Que Fazer?

“As eleições em Mogi das Cruzes”

“A Unidade Popular pelo Socialismo (UP) tem uma posição muito clara, combater o crescimento do Fascismo e a direita. Combater o racismo, machismo, homofobia em todos os momentos, construir o poder popular e o Socialismo.”

“Mais uma batalha vencida na cidade de Mauá”

Certamente vivemos uma vitória, mas ao mesmo tempo ainda temos grandes batalhas a serem travadas. A luta mais urgente para nosso povo atualmente é a derrubada do governo Bolsonaro, a retirada do fascismo do poder e a defesa da democracia. Ao mesmo tempo precisamos lutar por um mundo verdadeiramente livre das explorações que nós trabalhadoras, trabalhadores, jovens, mulheres, negras e negros vivemos. Nosso povo somente se libertará quando construirmos o socialismo e para isso a organização do poder popular em cada bairro de Mauá crescerá. Não tenhamos dúvidas de que, nesse próximo período, virão fortes enfrentamentos. A UP está certa de que esses desafios encontrarão um povo disposto a lutar para construir um país e uma cidade dignos, sem a exploração dos trabalhadores a que hoje estamos submetidos.

Novidades