UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 13 de agosto de 2022

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

A violência contra a mulher em Guarulhos: o que as pesquisas têm a nos dizer

Casos de violência contra a mulher aumentaram, segundo dados da própria Prefeitura de Guarulhos. Para combater esta violência e apoiar as mulheres, o movimento Olga Benario tem realizado diversas lutas.

Organizar as trabalhadoras é fundamental para a revolução

As mulheres são o setor mais explorando dentro do sistema capitalista. Taxa de desemprego é ainda maior entre as mulheres negras. A organização das...

Ocupação, substantivo feminino

Minha felicidade quase transborda em lágrimas só de pensar que todas ali apenas queriam o bem comum, e que não importassem os impasses que ali viriam, a casa Almerinda Gama vai estar presente, hoje e sempre

Centro de referência para mulheres de São Carlos está fechado desde 2016

O desmonte das políticas para as mulheres em São Carlos vem ocorrendo desde agosto de 2011, quando foi feita a última eleição das conselheiras do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres.

O papel das comunistas no movimento de mulheres

O feminismo marxista é a única linha que contempla as mães, as estudantes e as trabalhadoras de todo o mundo.

Como devem atuar as jovens comunistas

Nossa juventude está repleta de jovens mulheres comunistas que possuem revolta e comprometimento em mudar a situação atual e para tal é de extrema necessidade que estas jovens se organizem numa juventude comunista.

O retrato da pobreza menstrual no Brasil

No Brasil, 25% das meninas entre 12 e 19 anos deixam de ir à escola pela falta de absorventes, o que leva muitas a recorrerem a outras opções, como miolo de pão, papel, pano e até absorventes de outros ciclos são usados para frear o sangue menstrual.

A cidade como materialização da opressão

O planejamento funcionalista urbano cria espaços de constrangimento e confinamento das mulheres, que impedem o acesso físico de corpos femininos a determinados locais da cidade. É crucial o movimento das mulheres dentro da luta de classes a fim de quebrar os entraves do sistema capitalista e gerar uma verdadeira libertação.

É necessário falar sobre a cultura do estupro

Por Antonia Velloso RIO DE JANEIRO - Recentemente, as redes sociais, os jornais e notícias do Brasil tem se voltado para o caso da criança...

O Estado capitalista e o controle do trabalho de reprodução da vida

Negar o direito ao aborto é uma forma de opressão, controle e perseguição às mulheres, cujo direito ao próprio corpo ou à decisão de ter filhos é posto à mercê do Estado para a manutenção do sistema capitalista.

O papel da greve na luta pela emancipação da mulher

Na Polônia, em 2016, iniciou-se um movimento grevista feminino, em que milhares de mulheres se organizaram para realizar paralisações e marchas em oposição à proibição do aborto. Chegando a outros países, como na Argentina, através da campanha “Ni Una Menos” (Nem Uma a Menos), se alastrando para a Itália, Espanha, Brasil, Turquia, Peru, Estados Unidos, México, Chile e dezenas de outros, a luta de mulheres por uma nova sociedade, embarcando reivindicações pontuais contra políticas neoliberais que atacam a autonomia e os direitos das mulheres.

Novidades