UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 19 de abril de 2024

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Israel faz massacre e deixa 8 mortos em ataque à Cisjordânia

Operação de guerra israelense contra civis palestinos deixa 8 mortos e mais de 50 feridos. 5 dos mortos são adolescentes. Israel continua com série...

Manifestação contra o sionismo impede feira israelense na Unicamp

A Feira de Universidades Israelenses, conivente e perpetuadora de apartheid e genocídio palestinos, foi impedida de ser realizada na Unicamp.

Exército de Israel assassina jovem ativista palestino

Palestino de 28 anos foi baleado pelas forças armadas sionistas durante uma manifestação em Hebron, no sul da Cisjordânia.

Ataques de Israel à Palestina deixam ao menos 56 mortos

Na tarde de ontem, milhares de palestinos realizaram manifestação e montaram guarda na Esplanada das Mesquitas em Jerusalém. A polícia israelense invadiu a mesquita de Al-Aqsa e agrediu os palestinos em guarda com balas de borracha, gás lacrimogêneo e granadas de choque.

Israel nega vacina à população palestina

O objetivo do governo israelense é se utilizar da pandemia para aprofundar a opressão sobre a população palestina, promover um genocídio e fortalecer a ocupação militar sobre os territórios que pertencem historicamente ao povo palestino.

Israel e EUA querem anexar a Palestina

A anexação da Cisjordânia foi decidida por Israel e pelos Estados Unidos, sem levar em conta a opinião do povo palestino e seus representantes. Essa anexação faz parte do “acordo do século” e visa a expansão das fronteiras israelenses e o avanço do controle de Israel sobre a Palestina. 

A liquidação do século

Anisah Campinas, Rio de Janeiro. Nos últimos dias de janeiro de 2020, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump se reuniu na casa branca com...

Marcelo Buzetto: “Só a legítima luta do povo palestino pode garantir a construção de um Estado Independente”

Sob o pseudônimo de “paz”, os planos de Donald Trump para o Oriente Médio na verdade equivalem a uma rendição da Palestina e uma nova guerra na região.

Planos de Trump para o Oriente Médio: rendição da Palestina e guerra!

Sob o pseudônimo de “paz”, os planos de Donald Trump para o Oriente Médio na verdade equivalem a uma rendição da Palestina e uma nova guerra na região.

Novidades