TwitterFacebook

Tag Archives: Unidade Popular

Carvalho denuncia exploração dos patrões em Teresina

Francisco Carvalho é pré-candidato à Câmara de Vereadores de Teresina. Carvalho tem 40 anos, é trabalhador do sistema de transporte coletivo e militante do Movimento Luta de Classes. Filho de pais maranhenses, aos dois anos, com a separação dos pais foi morar com seus avós em Valença do Piauí. Como muitas crianças e jovens pobres, desde cedo teve que trabalhar para ajudar sua família, vendendo picolé. Aos 13 anos, voltou para Teresina com sua mãe e irmãos em busca de mais oportunidades de emprego para melhorar as condições de vida da família.…

Leia mais

Unidade Popular apresenta pré-candidatos em Natal

O Diretório Municipal de Natal (RN) aprovou os nomes de Samara Martins e Francisco Dias como pré-candidatos a vereador nas Eleições 2020. Lutadores populares comprometidos com as causas do povo pobre e preto, ambos representarão em suas campanhas a construção coletiva de uma alternativa para a capital potiguar.…

Leia mais

Unidade Popular tem seis pré-candidatos no Rio Grande do Sul

Lançamos também em Passo Fundo a pré-candidatura da companheira Milena Moretto. Estudante de História, militante da União da Juventude Rebelião e do Movimento de Mulheres Olga Benario, Milena esteve à frente das lutas por direitos das mulheres e da juventude na cidade. O momento nos exige disposição e coragem e isso os militantes da Unidade Popular e o nosso povo da periferia, a classe trabalhadora, têm de sobra.…

Leia mais

A inserção das pessoas com deficiências nos movimentos populares

Na sociedade capitalista, a luta contra o capacitismo tem muito a evoluir. Como podemos perceber, nos movimentos o debate que vem sendo feito e é fundamental para o avanço que as pessoas com deficiência estejam inseridas no contexto das lutas sociais. A construção do poder popular será efetiva quando homens, mulheres, indígenas, negros, negras, quilombolas e pessoas com deficiência realmente ocuparem os espaços de decisão. É por isso, que a Unidade Popular pelo Socialismo foi fundada, para representar todos e todas e para termos um país mais justo e igualitário.…

Leia mais

Trabalhadores retornam do home office na Atento em São Bernardo do Campo

Os trabalhadores da empresa de telemarketing Atento iniciaram uma paralisação no dia 19 de março contra as más condições sanitárias da empresa em meio a pandemia.

Fruto dessa luta organizada pela Unidade Popular (UP) e pelo Movimento Luta de Classes (MLC), os trabalhadores conquistaram melhorias nas condições do ambiente de trabalho, transferência de vários trabalhadores para o trabalho remoto e a garantia de quarentena para quem fazia parte do grupo de risco.

Após 5 meses da mobilização, os trabalhadores que estavam em trabalho remoto estão voltando ao trabalho presencia. O Jornal A Verdade entrevistou Pedro (nome fictício) sobre a situação dos operadores e operadoras da Atento nesta tentativa de retorno.…

Leia mais

Carta | “Queremos mulheres na política! Quais?”

Se as esferas do poder fossem totalmente ocupadas por mulheres e essas seguissem uma política neoliberal de exploração, não haveria grande avanço. As mulheres que queremos na política constroem movimentos sociais, fazem trabalhos em seus bairros, conhecem as necessidades do povo porque fazem parte dele. São negras, travestis, lésbicas, indígenas, mães, cientistas, estudantes, moradoras de ocupação, periféricas, artistas, são mulheres em suas potencialidades diversas e alinhadas com a construção do socialismo e de uma sociedade onde a exploração não faça necessariamente parte da manutenção do sistema.…

Leia mais

Movimento “Metrô Brasilândia Já!” convoca ato para hoje (05)

O movimento declara que o modelo privatista não serve ao povo. “O que efetivamente vai resolver as necessidades populares é um metrô 100% público e de qualidade, gerido pela Companhia do Metropolitano, empresa pública que tem a expertise e é responsável pelas linhas públicas de metrô na cidade.…

Leia mais

Unidade Popular realiza ato contra abertura das escolas no Ceará

O ato tinha como finalidade de pressionar o governador Camilo Santana (PT) que está cedendo às pressões dos donos de escolas privadas que anunciou no dia 28 de agosto, a abertura das escolas com aulas presenciais da educação infantil retornará a partir do 1 de setembro. Mas infelizmente, mais uma vez, o governo estadual recebeu com um aparato repressivo desproporcional para conter dezenas de cidadãos, que apenas estavam usufruindo o seu direito constitucional de livre expressão. A polícia Militar tentou impedir fotos e vídeos do ato indo na contramão da liberdade de expressão.…

Leia mais

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações