RSS
«
»
TwitterFacebookGoogle+

O que é o marxismo-leninismo?

Marxismo-LeninismoO marxismo-leninismo é a concepção científica do mundo que desvenda a origem das desigualdades sociais e, a partir desse ângulo, classifica-se como uma avançada teoria do pensamento social, pois representa e defende os interesses da maioria, traçando o caminho para se chegar a um sistema sem exploração. Nesse caminho, o partido do proletariado é situado como uma necessidade histórica. Portanto, o marxismo-leninismo é a sua base filosófica, econômica e política; sua estratégia e tática para alcançar a emancipação dos trabalhadores e dos povos oprimidos e para construir socialismo e o comunismo.

O marxismo-leninismo é uma teoria científica do desenvolvimento social; descobriu as leis que regem as mudanças verificadas na natureza, da sociedade e do pensamento. Não se limita a diagnosticar a realidade, mas visa a identificar as contradições que determinam e promovem essas mudanças; desenvolve as formas e métodos que servem para transformar a sociedade, assim como o papel das forças protagonistas de cada momento histórico. Esta é a diferença que tem com o socialismo utópico, que o precedeu, pois, enquanto este apenas descreve uma sociedade justa e igualitária, sem menção à forma de alcançá-la, o marxismo-leninismo o faz com uma base científica provada na prática social. Ao descobrir as forças antagônicas que promovem as mudanças, o marxismo verifica a existência de luta de classes. Seu mérito não está nessa descoberta, mas no fato de projetar o fato de que o resultado dessa luta de classes no capitalismo conduz, de forma indefectível, ao estabelecimento da ditadura do proletariado.

Outro elemento básico do marxismo-leninismo é a histórica missão atribuída ao proletariado, a classe trabalhadora, em geral, como a classe mais avançada, a vanguarda na luta pela derrubada do capitalismo e construção do socialismo e do comunismo. Esta concepção de marxismo, no momento atual, tem sido muito contestada por setores da pequena burguesia no seu desejo de negar a perspectiva da revolução, para trazer o que eles chamam de “novos atores sociais”, a “sociedade civil”, cuja missão é atenuar a luta de classes, promover o pacifismo e alcançar algumas reivindicações dentro dos moldes capitalistas.

O marxismo-leninismo fundou a necessidade histórica do partido do proletariado como um dos fatores subjetivos mais importantes para assegurar o processo revolucionário.

Para o partido do proletariado, o marxismo-leninismo não é um dogma, é um guia para a ação revolucionária; parte da análise concreta da realidade, a fim de identificar a situação das forças sociais envolvidas, as suas aspirações, a sua correspondência, o ânimo das massas populares, a finalidade e a forma da sua luta. Serve para a educação política dos militantes e das massas, para elevar o seu nível de consciência, de unidade e de organização para conseguir sua libertação, pela tomada do poder e pela construção da nova sociedade.

CIPOML – Conferência Internacional dos Partidos Marxista-Leninistas

Print Friendly
pvc_views:
4071
dsq_thread_id:
594527682
  • josé Cícero

    muito esclarecedor!

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações