TwitterFacebookGoogle+

Desigualdade entre homens e mulheres persiste

Igualdade de gênerosMais uma vez foi constatado que as mulheres trabalhadoras ainda ganham menos que os homens para as mesmas funções desempenhadas. As mulheres ganharam até 28% a menos do que eles em 2011, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME).

A legislação brasileira prevê que não pode existir diferença salarial entre homens e mulheres. Isso fica claro na Constituição e na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). No entanto não é isso que as pesquisas mostram.

Em uma década, as mulheres da Região Metropolitana de São Paulo aumentaram sua participação no mercado de trabalho e melhoraram o grau de instrução em relação aos homens, contudo, continuam recebendo menos do que eles. Entre as mulheres negras a diferença de salário chega a ser de até 172% menos, pois são as mais afetadas com menores salários, precarização do trabalho e informalidade.

Segundo o Dieese, em todas as regiões do país, as mulheres demoram mais que os homens para encontrar emprego, com exceção de São Paulo, onde os tempos de procura se assemelham. Salvador abriga a maior disparidade: elas levam uma média de 13 meses e os homens nove meses para encontrar um emprego.

Leia também: A situação das mulheres na Alemanha Socialista
Leia também: Tereshkova, primeira mulher no espaço, completa 75 anos

As mulheres representam 55% da população mundial, no entanto, apenas 40% delas estão no mercado de trabalho e representam apenas 10% da renda do mundo. A pobreza no mundo tem, portanto, sexo.

 Agora em março, mês que marca a luta das mulheres por igualdade de direitos, é mais que necessário que esta questão seja debatida e colocada nas pautas de reivindicações dos movimentos populares, organizações políticas e sindicatos.

As mulheres são parte integrante da classe trabalhadora. Constroem, assim como os homens trabalhadores, toda a riqueza deste país. Não é mais possível tolerar tamanha discrepância de braços cruzados. Essa deve ser uma luta de toda a classe trabalhadora.

Márcio Alves dos Santos, metalúrgico e militante do MLC

Print Friendly
dsq_thread_id:
595328683
pvc_views:
7405

4 comments

  1. Pingback: A situação das mulheres na Alemanha Socialista - A Verdade

  2. Cinthyatdb2008

    Infelismente isso acontece com as mulheres,mais somos todos iguais. Acho até que as mulheres que deveriam ganhar muito mais!  (Por lei) Seria bom…

  3. Franciele

    as mulheres ajudam os homems e o que ganham desigualdade
    que injustiça nos queremos igualdade

  4. Rayane

    .,as mulheres elas merece receber muito valor mas os homens nao veem isso so sabe explorar e umilha-las parece ate que somos um animal sem valor nenhum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações