TwitterFacebookGoogle+

Entidades de Pernambuco lembram o 26 de julho

Edival Cajá, presidente do Centro Cultural Manoel Lisboa, dá as boas-vindas ao público

Neste dia 26 de julho, completaram-se 64 anos do assalto ao Quartel Moncada, quando Fidel Castro e 165 homens tentam tomar o quartel para armar a população e derrubar o governo de Fulgencio Batista. A tentativa, fracassada, é considerada como o primeiro passo para a vitoriosa revolução cubana de 1959, que instaurou o governo socialista na ilha.

Para comemorar o dia e manter acesa a chama da luta pelo comunismo em todo o mundo, vários países celebram o 26 de julho. Em Recife, o Centro Cultural Manoel Lisboa sediou o evento, que contou com a participação de dezenas de pessoas. Foram exibidos vídeos de depoimentos de Fidel Castro e Che Guevara, além de música cubana e revolucionária, e falas cheias de emoção dos presentes sobre os ensinamentos e o exemplo que Cuba deixa até hoje para os povos da América Latina e do mundo.

Estiveram presentes, entre outras entidades, a Cátedra José Martí, o Movimento Luta de Classes, o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas, o Movimento de Mulheres Olga Benario, a Unidade Popular pelo Socialismo, a União da Juventude Rebelião, a Central dos Movimentos Populares, a União dos Estudantes Secundaristas do Estado de Pernambuco, a União dos Estudantes de Pernambuco, o Sindicato dos Músicos do Estado de Pernambuco, o Sindicato dos Operadores de Telemarketing de Pernambuco, o Sindicato de Calçados de Carpina e região.

Rodrigo Constantino, da Cátedra José Martí

Eduardo Matos, Sindicato dos Músicos de Pernambuco

Redação Pernambuco.

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
35

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações