UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 26 de novembro de 2022

Cresce a luta por moradia no ABC Paulista

22Após sofrerem a desocupação violenta por ação da Guarda Civil de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, sem mandato judicial, em um terreno privado no dia 29 de novembro, as famílias organizadas pelo Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) da Ocupação Devanir José de Carvalho continuam firmes na luta pelo direito à moradia.

Infelizmente, essa desocupação violenta não foi um caso isolado. Apenas no último mês, outras duas ocupações foram desmontadas da mesma forma na Cidade, a do MLB, porém foi a primeira que resistiu organizadamente.

No dia 03 de dezembro, as famílias foram até a Câmara de Vereadores de São Bernardo do Campo. Após muita discussão, os vereadores receberam uma comissão, que além de representantes das famílias contava com Marcelo Buzetto da Direção do MST e Toninha Carrara da Pastoral Operária da Igreja Católica.

No dia 05, foi realizado um ato político em apoio a Ocupação Devanir José de Carvalho e contra o despejo violento, que contou com a presença de movimentos, sindicatos e partidos como o MST, Movimento de Mulheres Olga Benário, MLC, MPL,SINDSERV, SINDEMA, SINPRO-ABC, Movimento Negro, APEOESP, UJR, UJS, UP, PSOL, PCR, além de diversos Militantes e tendências internas do PT.  Em sua fala, Vanderlei Salatiel, ex-presidente do PT de São Bernardo, pediu desculpa em nome do seu Partido (que está no comando da prefeitura) e foi apoiado por outros militantes petistas presentes.

Outra importante presença foi do produtor cultural Ernesto Guevara, filho do Devanir José de Carvalh,o que emocionou todos com sua fala: “Meu pai morreu com 25 anos, era um grande revolucionário, mas jovem. Quando vejo lideranças jovens, firmes e decididas, que em uma sexta à noite poderia estar na balada como a maior parte das pessoas de sua idade, aqui, organizando as pessoas para lutar pela moradia, vejo a continuidade da luta do meu pai”.

No Ato, Gabriela Soares Valentim, da Coordenação do MLB leu uma nota com as reivindicações do movimento: Fim imediato das desocupações por ação da GCM, em particular quando não houver ordem judicial; Demissão do Secretário de Segurança de São Bernardo do Campo Urbana Benedito Mariano e do Comandante da GCM Cícero Silva; Proibição do uso de armas de fogo e bombas de efeito moral pela GCM de São Bernardo do Campo; Fim da Tropa de Choque da GCM de São Bernardo do Campo; Desmilitarização imediata da PM de São Paulo e das PMs dos outros Estados; Desapropriação do terreno da Estrada Samuel Aizemberg, S/N, esquina com a Fukutaro Yida pela prefeitura para construção de moradias pelo MLB através Programa Minha casa minha vida entidades; Inclusão das famílias da Ocupação Devanir José de Carvalho ainda não contempladas no Bolsa-aluguel durante o período da construção das moradias; Nenhum corte nas Áreas Sociais para 2015 por nenhuma esfera de governo.

Foi convocada ainda uma passeata para quarta feira, dia 10 de dezembro, com concentração na Praça da Matriz “Pela Garantia e ampliação dos direitos do povo”.

O MLB segue organizando as famílias, inclusive as que foram vítimas de outras desocupações e chamando o povo para lutar pela reforma urbana e pelo socialismo.

Da Redação, São Paulo

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes