UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 8 de dezembro de 2022

Estudantes de São Paulo ocupam escolas estaduais

OcupaçãoÀs 19 horas dessa segunda-feira (09), mais de 100 alunos do período noturno ocuparam a Escola Estadual de Diadema, conhecida como CEFAM, em protesto contra a reorganização do ensino público promovida pelo Governador Geraldo Alckmin (PSDB). A Escola Estadual Fernão Dias, na Capital, também foi ocupada. Assim como os diademenses, estudantes da Escola Estadual Fernão Dias, em Pinheiros, também ocuparam seu colégio ao amanhecer. falta de abertura do governo para o diálogo com a população. A indignação com a proposta impositiva é notável pela participação, inclusive, dos pais dos alunos na ocupação do prédio escolar.
Fernanda Freitas, 17, é estudante do Ensino Médio e relata “Não teve outra forma de se comunicar com o governo, tentamos as vias burocráticas, levamos abaixo-assinado com quase 10 mil assinaturas, nós fomos às ruas em vários protestos, mas infelizmente dessa forma não fomos ouvidos. Então a nossa última carta na manga foi a ocupação para proteger a nossa escola.” Assim como os diademenses, estudantes da Escola Estadual Fernão Dias, em Pinheiros, também ocuparam seu colégio ao amanhecer.
A DESORGANIZAÇÃO
O projeto de reorganização foi anunciada no último mês e contará com o fechamento de ciclos noturnos e quase 100 escolas por todo o Estado de São Paulo, realocando alunos, superlotando turmas e deixando professores, administrativos e terceirizados desempregados. Está claro que essa é mais uma medida de corte nos gastos sociais. É importante ainda observar que a maioria das escolas que cessam suas atividades em 2016 encontram-se nos bairros periféricos, reforçando a política de ataque aos direitos fundamentais do povo trabalhador.
EXEMPLO
A direção do CEFAM já realizou chamadas à Polícia Militar, que esteve presente para acompanhar a ação, mas não pode removê-los do prédio sem liminar da justiça. Os alunos, pais e professores que seguem resistindo e provando o poder popular, fazem um chamado a todas as escolas de São Paulo: OCUPAR, RESISTIR E CONQUISTAR!
Ísis Mustafá, São Paulo

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes