UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 21 de abril de 2024

Morre Modesto da Silveira, defensor de presos políticos na ditadura

modestodasilveira

No começo da tarde de hoje (22/11), morreu no Rio de Janeiro, o advogado e defensor dos Direitos Humanos Antônio Modesto da Silveira, aos 89 anos. Modesto foi o advogado que mais defendeu presos políticos durante a Ditadura Militar brasileira e, por isso, chegou a ser sequestrado por agentes do DOI-CODI.

De origem pobre – era filho de lavradores sem-terra do interior de Minas Gerais – Modesto da Silveira sempre esteve presente nas lutas populares em defesa da democracia e da justiça. Defensor intransigente da anistia ampla, geral e irrestrita, foi um dos principais articuladores da Lei da Anistia, em 1979, quando era deputado federal pelo MDB.

Na década de 1970, tornou-se advogado voluntário da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e defendeu dezenas de pessoas gratuitamente. Foi membro do Conselho Brasileiro da Defesa da Paz (Condepaz) e do Conselho Mundial da Paz (CMP), entre outras instituições ligadas à defesa dos direitos humanos.

Modesto da Silveira também participou ativamente dos trabalhos da Comissão Nacional da Verdade (CNV) e da abertura de inúmeros arquivos da Ditadura. Sua luta é retratada no documentário “Advogados contra a Ditadura”, de Silvio Tendler.

Sua morte é uma enorme perda para os defensores dos Direitos Humanos.

Redação Rio

Outros Artigos

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes