UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Dia histórico para a Oposição no Congresso da UNE

Foto: Jorge Ferreira

Milhares de estudantes, organizações políticas, entidades estudantis e sindicatos, marcharam da Esplanada dos Ministérios até o Congresso Nacional, em Brasília, no ato em defesa da educação e contra a Reforma da Previdência, ontem, dia 12 de julho.

A militância do Movimento Correnteza, dos diversos DCE’s, CA’s e DA’s, da FENET, da UJR e da Unidade Popular, que participam do Congresso da União Nacional dos Estudantes, fizeram uma importante intervenção no ato, defendendo a unidade em torno das lutas populares contra a destruição dos nossos direitos, pela derrubada do governo Bolsonaro e pela construção do poder popular.

Na concentração, foi realizada uma plenária com mais de 800 estudantes e contou com a presença de Leonardo Pericles, presidente da UP, e Gabryel Henrici, candidato do Correnteza à presidência da UNE, onde diversas lideranças do movimento estudantil transmitiram a mensagem de que é necessário ampliar as mobilizações e arrastar a UNE para a combatividade e para fora dos gabinetes dos políticos corruptos, sem imobilismo e falta de democracia.

O Congresso da UNE, que está sendo realizado há 40 anos da reconstrução da entidade, é o momento de preparar uma combativa bancada de oposição para lutar no dia a dia das universidades brasileiras e recuperar o legado histórico da UNE de defesa do povo brasileiro e da juventude.

Diante da grave situação que vive o país e a educação brasileira, onde o governo joga no lixo inúmeros direitos trabalhistas, corta verbas da educação, aumenta o desemprego e a falta de moradia, a juventude demonstrou que está disposta a lutar em defesa de um futuro digno sem abaixar a cabeça para quem quer perseguir, reprimir e matar o nosso povo.

Matheus Nunes, UJR

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes