UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Caos e corrupção, assim se define a saúde pública em São Bernardo do Campo

PSDB continua a negligenciar a saúde pública nos municípios de São Paulo. Imensas filas, horas de espera mostram a realidade do governo tucano.

Renilson Câmara Filho 
Unidade Popular Pelo Socialismo


Foto: Reprodução


SÃO BERNARDO DO CAMPO (SP) – Desde o início do mandato a saúde pública está sendo deixada de lado pelo atual prefeito Orlando Morando (PSDB). Imensas filas, descaso em atendimento e lentidão na realização e marcação de consultas e exames são algumas reclamações comuns de pacientes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, acarretando muita indignação da população com o abandono e o desmonte do sistema público de atendimento médico proporcionado pela administração tucana.

Agravando a situação há suspeitas de corrupção nos contratos com a Fundação do ABC, organização social responsável por fornecer a mão de obra e administrar toda a rede de saúde de São Bernardo do Campo. O Ministério Público (MP) criou uma força-tarefa para investigar os contratos da Prefeitura com a Fundação do ABC, que consomem dos cofres públicos R$ 2 milhões por dia.

Além do mais, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), em despacho solicitado por Renato Martins Costa, deu o prazo de 15 dias para que Orlando Morando e o secretário da Saúde do município apresentem explicações de repasses públicos a entidades privadas no valor de R$ 197 milhões. O responsável pelo pagamento milionário é o atual secretário municipal de Saúde, Geraldo Reple Sobrinho. Também está sendo investigado pela força-tarefa do MP as demissões de funcionários concursados para que em seus lugares fossem contratados cabos eleitorais ligados à atual gestão.

O Jornal A Verdade seguirá junto com a população denunciando o caos instaurado pelos governos neoliberais municipal e Estadual do PSDB na saúde pública, e lutando contra a ameaça de privatização e sucateamento desse serviço essencial aos trabalhadores e trabalhadoras.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes