UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Prefeitura do Rio determina o fechamento de Unidades de Saúde nos finais de semana

A crise na Saúde Pública do Rio de Janeiro se arrasta por vários meses e deixa desamparadas milhares de pessoas que precisam do SUS. No lugar de enfrentar o problema, a gestão do bispo Marcelo Crivella segue sem pagar salários e fornecedores, e agora determinou o fechamento de várias Unidades de Saúde nos finais de semana. 

Por Movimento Trabalhadores pelo SUS
Rio de Janeiro


Foto: Reprodução

RIO DE JANEIRO – Desde que tomou posse, em 2017, o prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella vem atacando a saúde pública do município. Nesses três anos, além da maior precarização na estrutura de atendimento, o trabalhador convive com a incerteza de se terá ou não seu salário pago. Muitos estão sendo despejados de suas casas e com alimentação insuficiente em seus lares. As frequentes demissões também fragilizaram ainda mais a assistência à população.

Não bastasse este cenário caótico, a Secretaria Municipal de Saúde, segundo denúncias recebidas, decidiu pelo fechamento de diversas unidades espalhadas pela cidade nos dias 14 e 15 de dezembro. O motivo da decisão: falta de médicos e enfermeiros. Apesar disso, mesmo com todas as dificuldades, os trabalhadores, compromissados com seu ofício, mantiveram as portas dos serviços abertas.

Entretanto, o próprio prefeito, que em momentos contestou e criticou a mobilização e as greves justas dos trabalhadores, foi quem decidiu pelo fechamento de unidades de saúde no final de semana, deixando a população ainda mais desamparada.

Saúde é um direito fundamental garantido pela Constituição, prefeito Crivella! Não respeitar esse direito é crime!

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes