UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 5 de julho de 2022

Militante do MTST é assassinado pela Polícia Militar

O Governos Bolsonaro e Romeu Zema (Partido Novo) são fascistas. Aumentam o desemprego, impulsionam uma grave crise habitacional, aumentam severamente o número de moradores de rua e usam a Polícia Militar para defender a propriedade privada dos ricos e para assassinar o povo pobre que luta por moradia digna.

Isabella Alho


Foto: Reprodução/MTST

MINAS GERAIS – Na madrugada de quinta-feira (5), a Polícia Militar de Uberlândia assassinou Daniquel Oliveira dos Santos, militante e companheiro do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Daniquel era coordenador da Ocupação Fidel Castro e foi alvejado depois de subir em um poste de uma das casas, segundo nota do Movimento. O Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) se solidarizou com a família, com os amigos e os companheiros de militância de Daniquel.

https://www.facebook.com/mtstbrasil/photos/a.674137069291294/2900761516628827/?type=3&theater
https://www.facebook.com/mlbrio/photos/a.409820272411036/3088741207852249/?type=3&theater

O Governos Bolsonaro e Romeu Zema (Partido Novo) são fascistas. Aumentam o desemprego, impulsionam uma grave crise habitacional, aumentam severamente o número de moradores de rua e usam a Polícia Militar para defender a propriedade privada dos ricos e para assassinar o povo pobre que luta por moradia digna.

Só a organização e unidade do povo trabalhador derrotará o fascismo e colocará o povo no poder. No mês de março, a agenda de lutas travadas pelos movimentos sociais (dias 8, 14 e 18) devem expressar a insatisfação popular com esses governos e dizer não à ditadura dos banqueiros, militares e milicianos.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes