TwitterFacebook

Carta | “EUA poderia ter salvo milhares de vítimas da Covid-19”

ENVIE SUA CARTA – O Jornal A Verdade também é construído com as cartas e opiniões da classe trabalhadora. (Foto: Jornal A Verdade)

Edielson Oliveira

RECIFE (PE) – Durante a pandemia da Covid-19, os Estados Unidos, centro do capitalismo e da pandemia no mundo, dão mais uma prova de que este sistema está ultrapassado. O país tem uma população de 328,2 milhões de pessoas, representando cerca de 4% da população mundial, no entanto, o número de óbitos durante a pandemia é assustador. Segundo relatório da OMS, 28% de todas as mortes e casos no mundo estão nos EUA. Se compararmos os dados da pandemia nos EUA, China e Índia (países mais populosos no mundo) com os de Cuba, por exemplo, observa-se que o caminho é o socialismo. Vejamos:

Cuba x EUA: o exemplo de Cuba é importante, pois se trata de um país bloqueado economicamente e há décadas brutalmente atacado pelo império capitalista mundial. Cuba tem um PIB de 100 bilhões de dólares e uma população com cerca de 11,3 milhões de habitantes. Segundo a OMS, a ilha é um dos países com menores índices de coronavírus; teve cerca de 2 mil casos e apenas 84 mortes causadas pela pandemia, o que representa apenas 0,0008% da população. Apesar de ser um país centenas de vezes mais rico do que Cuba, os Estados Unidos têm 50 vezes mais mortes per capita que Cuba.

Se a maioria da população mundial sofre com esse vírus, não é por falta de recursos materiais, mas sim porque esses recursos estão nas mãos de meia dúzia de pessoas que nunca produziram nada! Sem dúvida, o capitalismo é muito pior do que esse vírus. A única vacina para o capitalismo é a organização da classe trabalhadora e o socialismo.

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações