UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 28 de setembro de 2022

Solidariedade às famílias de Caruaru

SOLIDARIEDADE – UESC distribuiu 450 cestas em Caruaru. (Foto: Jornal A Verdade)
Evelyn Aguiar e Lene Correia

CARUARU (PE) – Com o tema “Gente foi feita pra brilhar, quem tem fome tem pressa”, a campanha de Solidariedade da União dos Estudantes Secundaristas de Caruaru (Uesc), teve início logo em março, quando ainda não estava muito clara a situação que viria a se instalar em nosso país.

Mas os estudantes sempre desempenharam papel fundamental em todas as épocas de nossa história e, com sua força, empolgação e rebeldia, dezenas de jovens se mobilizaram durante quatro meses consecutivos para realizar uma exitosa campanha de solidariedade junto ao povo caruaruense. Ao longo desses quatro meses, foram arrecadadas e doadas um total de 367 cestas básicas, contendo 12 itens cada cesta e 103 kits de higiene e limpeza pessoal.

Embora tenha havido apoio de supermercados e atacados, asseguramos que foi graças à solidariedade do povo trabalhador e pobre da nossa cidade que essa campanha foi levada adiante, mesmo situações adversas, pois sabemos que um período pandêmico exige de nós responsabilidade e muito cuidado coletivo. Foram vários finais de semanas que abdicamos de estar com nossas famílias para fazermos o porta a porta arrecadando alimentos para quem nada tinha e realizando denúncias em forma de agitação para explicarmos nossa ação e o porquê da necessidade de o próprio povo se solidarizar e se organizar, conseguimos, desta maneira, também garantir a venda das quotas do jornal A Verdade mesmo na pandemia.

Também organizamos várias ações em conjunto com os grêmios das escolas da cidade e junto com professores que sempre contribuíram e aliados. Nossa campanha foi um projeto coletivo que partiu da necessidade do fazer prático e do exercício da solidariedade para com o próximo. Hoje podemos dizer que essa campanha levou não apenas comida, mas sim esperança para muitas famílias de estudantes, já que a Prefeitura deixou de entregar os kits alimentação para mais de 43 mil estudantes.

Mais uma prova de que com dedicação, disciplina, planejamento e comprometimento é possível transformarmos a realidade, ainda que de forma limitada pelas circunstâncias. Também, para nós, ficou o aprendizado de que apenas coletivamente as coisas são palpáveis e realizáveis. Nessa jornada de solidariedade, tivemos o apoio também da União da Juventude Rebelião (UJR), que vem contribuindo para o processo de formação e promoção dos direitos da juventude na Uesc.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes