UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Raúl Marco, uma vida dedicada à revolução na Espanha e no mundo

GRANDE PERDA – Raúl Marco foi um dos mais importantes dirigentes comunistas da Espanha. (Foto: Reprodução/Octubre)

MADRID (ESPANHA) É com profunda tristeza que recebemos hoje (16) a notícia do falecimento aos 84 anos do camarada Raúl Marco, dirigente do Partido Comunista da Espanha (Marxista-Leninista).

A história dos últimos 60 anos do movimento comunista e revolucionário na Espanha tem em Raúl Marco uma personagem de primeira linha. Comunista de ideias firmes e conduta revolucionária, Raúl, ao lado de Elena Ódena e outros camaradas, lutou contra o revisionismo e a traição do PCE de Santiago Carrillo e ajudou a fundar em 1964 o PCE (ML) e, algum tempo depois, a Frente Revolucionária Antifascista e Patriótica (FRAP), destacada organização de combate armado à ditadura fascista do general Francisco Franco.

Raúl também desempenhou um papel central na construção e desenvolvimento da Conferência Internacional de Partidos e Organizações Marxista-Leninistas (CIPOML), da qual o Partido Comunista Revolucionário (PCR) é o representante no Brasil. Foi em uma atividade da CIPOML que Raúl esteve em nosso país, em 2006, quando participou de vários debates com trabalhadores e jovens no SINTRASEF, no Rio de Janeiro, sempre demonstrando bastante firmeza e conhecimento revolucionário. Costumava dizer que “a solidariedade entre os proletários do mundo e seus povos é a alma do internacionalismo proletário”.

Sem dúvida alguma, o Partido Comunista da Espanha (marxista-leninista), a Conferência Internacional de Partidos e Organizações Marxista-Leninistas, o movimento comunista e revolucionário internacional perderam a presença de um grande camarada, de um daqueles homens imprescindíveis dos quais nos fala Brecht.

Seu exemplo e sua luta seguirão vivos em cada greve de trabalhadores, em cada passeata estudantil, em cada luta contra a exploração capitalista e pela construção do socialismo na Espanha e no mundo.

No mundo atual, no qual as contradições inter-imperialistas crescem, onde todavia o proletariado não tem consciência cabal do papel histórico que precisa desempenhar, é urgente a unidade ativa dos comunistas e uma organização internacional que unifique suas ações”.

Camarada Raúl Marco, presente! Agora e sempre!

Comitê Central do Partido Comunista Revolucionário (PCR)
16 de Outubro de 2020

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes