TwitterFacebook

Nas ruas e nas urnas os povos dizem: Não ao fascismo! Fora Trump e Bolsonaro!

FORA TRUMP! Maioria do povo dos Estados Unidos demitiu o patrão de Bolsonaro da Casa Branca (Foto: AFP)

Nos Estados Unidos, mais de 75 milhões de norte-americanos deram uma surra de votos no bilionário Donaldo Trump e votaram pela demissão do patrão de Bolsonaro e de seus filhos. 

Da Redação

O Brasil se aproxima de 170 mil mortos pela Covid-19. Quantos mais precisarão morrer para o governo fazer alguma coisa? Enquanto a Europa enfrenta uma segunda onda de contágio, os governos em nosso país desmontam hospitais e cortam verbas da saúde.

O desprezo de Jair Bolsonaro e seus generais pela vida humana é tão grande que o ex-capitão defende que as pessoas têm “direito” de contaminar quem quiser e não tomar a vacina. Diz também que não comprará uma vacina da China, mesmo que ela seja considerada segura e eficaz. 

Bolsonaro mentiu dizendo que liberou verbas para a Saúde. Dias atrás o Brasil assistiu o incêndio do Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio de Janeiro, que resultou em três mortes e 200 pacientes em estado grave. Achando pouco, o governo quer agora privatizar o Sistema Único de Saúde, o SUS. Sua obsessão é enriquecer a minoria de exploradores, os privilegiados banqueiros e deixar a imensa maioria do povo completamente desassistida.

De fato, é para ajudar uma minoria de grandes empresas capitalistas que o governo Bolsonaro quer criar uma nova CPMF, um novo imposto, para taxar os brasileiros e repassar mais verbas públicas para grandes empresas privadas. 

Este é o retrato do governo Bolsonaro: líderes e vice-líderes, ministros, esposa e filhos envolvidos em escândalos, enquanto o povo está desempregado, passando fome e morrendo de Covid-19.

Mas o povo brasileiro está vendo tudo! Se inspira no exemplo do povo boliviano, que foi às ruas e se levantou contra o covarde golpe realizado pelo Exército sob às ordens dos Estados Unidos, e nas eleições presidenciais de 18 de outubro derrotou os golpistas elegendo o candidato do MAS, Luis Arce. 

O mesmo no Chile, onde o povo, após gigantescas manifestações de rua e greves,  alcançou, no dia 25 de outubro, uma vitória histórica que enterrou com 80% dos votos a reacionária Constituição imposta pela ditadura militar, demonstrando que Pinochet, um dos heróis de Bolsonaro, tem total repúdio do povo chileno. Trata-se de um criminoso nazista que, além de ter assassinado e torturado milhares de chilenos, roubou o país, como comprovou investigação internacional que descobriu uma conta do general em Londres com 17,8 milhões de dólares. 

Nos Estados Unidos, o povo, após realizar grandiosas passeatas e greves do movimento Vidas Negras Importam contra o sistema racista norte-americano, deu uma surra de votos no bilionário Trump: mais de 75 milhões de norte-americanos votaram pela demissão do patrão de Bolsonaro e de seus filhos. 

Aproxima-se, assim, o momento em que o povo brasileiro, o mesmo que derrubou a ditadura militar que infelicitou nosso país por 21 anos, que fez as greves operárias contra o arrocho salarial, conquistou a Anistia, as eleições diretas e reconstruiu a UNE, após derrotar os candidatos de Bolsonaro nessas eleições, se fortalecerá para novas e grandes jornadas de luta para construir um país sem fascistas e sem exploradores do povo.

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
block-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações