UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 9 de agosto de 2022

Famílias sem-teto ocupam Secretaria de Habitação do Rio de Janeiro

LUTA POPULAR. Ocupação de prefeitura garante maior participação do Estado em negociação. Foto: JAV/Rio

Junto com o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), famílias sem-teto do Rio de Janeiro ocuparam a Secretaria de Habitação nesta quarta-feira (8). A reivindicação principal foi a entrega das 150 moradias para as famílias da Ocupação João Cândido. 

Redação Rio

LUTA POPULAR Nesta quarta-feira (8), o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), realizou uma manifestação dentro da Secretaria de Habitação do Rio de Janeiro.

O protesto ocorreu com o objetivo do Estado continuar a negociar com o MLB sobre a entrega de moradias para as famílias da Ocupação João Cândido. Eles esperam a mais de seis meses o compromisso ser firmado.

Realizada em Junho, a Ocupação João Cândido foi realizada por 150 famílias que ocuparam por quatro dias um prédio da região central do Rio. Com a brava resistência dos ocupantes, o governo do estado firmou um compromisso público de entrega de 150 unidades habitacionais na região central da cidade para as famílias.

Manifestação garante participação da prefeitura na negociação

Não havendo resposta diante do compromisso firmado, as famílias ocuparam em protesto a Secretaria de Habitação. Além da luta pela entrega das moradias dignas, também denunciavam que o espaço ocupado estava abandonado e que deveria passar a cumprir sua função social.

“Fizemos uma ocupação da Secretaria Municipal de Habitação. Estamos cobrando que a Prefeitura participe do processo de negociação das famílias da Ocupação Almirante João Cândido. Conseguimos a partir de muita pressão o comprometimento da Prefeitura na mesa de negociação caso o governo do estado se comprometa de fato a garantir o que prometeu no início: garantir verba para a construção dessas 150 moradias na região Central.” declarou Renan Carvalho, da coordenação do MLB ao jornal A Verdade

O trabalho de organização do protesto fez surtir efeitos positivos. Após serem pressionados, a gestão recebeu as famílias e o MLB na Secretaria, reivindicando que o processo fosse acelerado.

A verdade é que a especulação imobiliária, produto da propriedade privada do solo urbano faz com que a falta de habitação seja uma triste realidade para a maioria das famílias que vivem nas cidades brasileiras e no Rio de Janeiro. O MLB assume a luta pelo direito humano de morar dignamente e o compromisso de que nenhuma das famílias que participaram da ocupação voltaram para as ruas.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes