UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 29 de novembro de 2022

Greve da educação continua em Minas Gerais

Foto: Redação MG

Núcleo de Professores do MLC

Trabalhadores e trabalhadoras em educação do estado de Minas Gerais conquistaram uma grande vitória com a greve iniciada neste mês de março.

Com 23 dias de greve, a categoria forçou os deputados da assembleia legislativa a aprovarem por 50 votos o cumprimento do aumento do piso salarial.  A orientação do governo Zema foi de sua bancada não votar se ausentando do plenário. Mais um ato de covardia do governador.

Foi decidido o reajuste salarial de todas as categorias de servidores do estado. No caso da educação foi aprovado o reajuste de 33,24%, e a recomposição de 10,06%. Essa decisão garante o cumprimento do piso nacional da educação garantido por lei. Foi aprovado também a garantia de recebimentos dos reajustes nos postos de funções nas escolas estaduais.

Agora a decisão está na mesa de Romeu Zema. Os trâmites são demorados. O governador já anunciou que vetará o reajuste. Assim a questão volta à assembleia legislativa.

Em amplo debate na assembleia a categoria definiu por acompanhar esse processo em greve, aumentando a mobilização até o fim de todo o processo. A greve continua!

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes