UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 19 de julho de 2024

Prefeito de Natal instaura caos no sistema público de saúde

Prefeito Álvaro Dias (Republicanos) segue agenda neoliberal de sucateamento do sistema de saúde público de Natal e de precarização das condições de vida do trabalhador da saúde.

Cid de Oliveira | Parnamirim

TRABALHADOR UNIDO – A Rede de Saúde Municipal em Natal-RN vive um período de caos e descaso que se arrasta por anos: existem péssimas condições estruturais, há falta de insumos, medicamentos, o número de profissionais não dá conta da demanda da população e, para piorar, a gestão do Prefeito Álvaro Dias (Republicanos) intensifica o desmonte das unidades de Saúde, chegando ao cúmulo de fechar no dia 13/06/2023 o Hospital Municipal Pediátrico Nivaldo Júnior, o único Hospital Pediátrico de Natal!

Parte dos equipamentos e dos servidores que trabalhavam no Hospital Pediátrico Nivaldo foram transferidos para a Maternidade Municipal Araken Irerê Pinto (antigo Hospital Municipal de Natal), porém essa realocação de longe está atendendo as necessidades das crianças que precisam de internação, já que a estrutura da Maternidade Araken já é deficitária e apresenta problemas estruturais sérios. Lá já houveram do ano passado pra cá dois princípios de incêndios, vazamento de oxigênio e até mesmo o vazamento de radiação de equipamento de raio x. O número de profissionais de Saúde que já era insuficiente está ainda mais sobrecarregado devido a essa mudança. Além disso, serão encaminhados para a Maternidade crianças com doenças respiratórias, junto com recém nascidos em uma estrutura hospitalar que já está bastante precária.

Essa prática de sucateamento que fecha unidades e gera sobrecarrega em outras já é uma marca registrada do Governo Álvaro Dias: uma gestão neoliberal que segue à risca a prática de “contenção de despesas” em detrimento do investimento público na  saúde municipal. Apesar de ser médico, Álvaro Dias trata a saúde pública de Natal com descaso e falta de escrúpulo, foi assim durante a pandemia de Covid 19, quando ele se rendeu ao negacionismo típico do Bolsonarismo e passou a distribuir em massa os “Kits Covid”, kits  contendo dois medicamentos comprovadamente ineficazes no tratamento da Covid: Ivermectina e Hidroxicloroquina.

Os servidores da saúde Municipal que sofrem na pele todo esse caos da Gestão  Álvaro Dias ainda amargam o descumprimento da lei da Data-base e da não implementação do Piso da Enfermagem, e por isso seguem em luta contra Álvaro Dias e reivindicando as melhorias nas condições de trabalho e o fim do fechamento das unidades de Saúde em Natal. Somente a luta unificada de todos os sindicatos que representam os servidores da saúde, junto com os movimentos sociais, os partidos politicos e a população organizada podem lutar pelo fortalecimento do SUS e reverter o caos na Saúde em Natal!

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes