UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 26 de maio de 2024

São Paulo alcança tiragem de 10 mil jornais por quinzena

A primeira quinzena de setembro marcou um grande avanço no trabalho do nosso jornal: o Estado de São Paulo atingiu a tiragem de 10.000 exemplares numa única edição, um recorde.

Cadu Machado | Redação


IMPRENSA – A primeira quinzena do mês de setembro foi marcada por homenagens aos 50 anos do heroísmo revolucionário dos dirigentes do PCR assassinados pela ditadura militar fascista no Brasil.

O jornal A Verdade também realizou uma homenagem, como a publicação de matérias especiais na editoria Heróis do Povo Brasileiro (página 12) nas últimas edições e a realização de brigadas apresentando suas histórias para os trabalhadores.

A primeira quinzena de setembro marcou também um grande avanço no trabalho do nosso jornal: o Estado de São Paulo atingiu a tiragem de 10.000 exemplares numa única edição, um recorde.

A tiragem de 10.000 jornais foi um objetivo definido em fevereiro deste ano. Desde então, temos realizado debates sobre a necessidade de intensificar o trabalho de agitação e propaganda, com objetivo de aumentar nossa influência política e ideológica entre a classe trabalhadora.

Avaliamos a necessidade e a possibilidade de aumentar a quantidade de jornais vendidos, tendo em vista que o crescimento da nossa organização, no último período, teve relação direta com o crescimento do trabalho do jornal, e que o nosso novo tamanho ainda não estava refletido na quantidade de jornais que vendíamos no estado.

Sendo assim, decidimos aumentar progressivamente a cota de jornais. Quando iniciamos o debate, eram 4.000 exemplares. Em maio, atingimos a marca de 7.000 e realizamos uma série de ativos de agitação e propaganda. Além dos ativos, foi necessário também rediscutir o método de distribuição e de realização das brigadas, bem como a necessidade de designar equipes para cumprir o trabalho de logística nos dias seguintes ao jornal sair da gráfica.

Fator decisivo

Outro desafio foi o de funcionamento dos coletivos que cuidam do trabalho do jornal. Seria impossível cumprir nossos objetivos sem o funcionamento regular das estruturas estaduais, regionais e locais de agitação e propaganda, desde reuniões de secretários até as reuniões da redação e da Rede JAV.

Porém, o fator decisivo para alcançarmos os 10.000 jornais foi, sem dúvidas, a adesão de toda a militância. A atuação dos brigadistas, as metas nas Brigadas Nacionais, a implementação das brigadas da juventude e da brigada dos coletivos em postos de trabalho e a definição de cotas para filiados na UP, foram determinantes. Aliados ao controle facilitado pelo sistema nacional de prestação de contas e ao crescimento da influência do partido na classe trabalhadora, estes foram os principais fatores que possibilitaram o avanço do trabalho de nosso jornal em São Paulo.

O jornal A Verdade se tornou quinzenal para potencializar o crescimento da nossa atuação no seio do povo, a necessidade de nos organizarmos melhor, de nos posicionarmos politicamente frente à conjuntura com mais velocidade e precisão e desenvolver a propaganda do socialismo. Agora, crescer cada vez mais sua tiragem e seu alcance é a palavra de ordem do momento para convencermos e organizarmos a classe trabalhadora brasileira a construir o poder popular e a revolução.

Matéria publicada na edição nº279 do Jornal A Verdade.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes