UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 13 de abril de 2024

Unidade Popular sai fortalecida dos congressos locais no RJ

Congressos locais da UP no Rio reúnem centenas de militantes de várias cidades. O Partido sai das etapas regionais e municipais com sua organização fortalecida e consolidada no interior, Região Metropolitana e na capital.

Felipe Annunziata | Redação


BRASIL – Ao longo do mês de setembro, a Unidade Popular no Rio de Janeiro realizou a fase de congressos e plenárias locais para escolher os delegados ao congresso estadual do partido. As reuniões contaram com a presença de militantes e filiados de dezenas de municípios fluminenses.

Para Juliete Pantoja, presidenta estadual do partido, a UP “ao final desses congressos municipais, fez uma ampla discussão dessas questões em todas as bases do nosso partido. Agora, com a eleição de seus delegados, vai aprofundar essa discussão também no Congresso Estadual. Os rumos da UP estão ligados à gente conseguir crescer, filiar mais e mais companheiros e companheiras para também crescer a influência nossa diretamente na conjuntura do nosso país.”

No dia 2, a Baixada Fluminense e o Leste Metropolitano abriram a série de encontros. Na Baixada, reuniram-se militantes de 6 dos 13 municípios da região no Sindicato dos Químicos (Sindiquímica), em Duque de Caxias. O congresso local debateu a organização da militância e o enfrentamento às oligarquias locais, que dominam a política na Baixada. 

Já o congresso do Leste Metropolitano, que cobre as cidades de Niterói, Maricá, Itaboraí e São Gonçalo, ocorreu nesta última cidade, a 3ª maior do estado. O encontro, que contou com mais de 30 filiados, debateu a conjuntura e organização da UP na região que é vital para a economia estadual e tem uma tradição centenária de lutas revolucionárias.

Congresso da Região dos Lagos reuniu em Cabo Frio mais de 70 militantes. Foto: UP-RJ

Interior sai fortalecido das fases locais do 3ª ConUP no RJ

No dia 3, foi a vez da cidade de Campos dos Goytacazes realizar sua plenária. A militância da maior cidade do interior do RJ se reuniu no bairro da Penha, onde debateram a necessidade de consolidar o partido na cidade e ampliar o trabalho com o Jornal A Verdade.

Após Campos, a Região Serrana recebeu seu congresso regional. Os militantes de Petrópolis e Teresópolis se reuniram na Câmara Municipal petropolitana, no último dia 10. O congresso local debateu os problemas do povo trabalhador das 2 cidades e a necessidade de ampliar a luta contra o descaso do Estado com a região, vítima recorrente de desastres naturais.

O maior congresso do interior se reuniu na Região dos Lagos, neste sábado (16). Com a presença de 70 militantes das 8 cidades da região. O encontro debateu a luta antifascista a nível nacional e local e o papel dos núcleos em cada cidade. A Região dos Lagos, conhecida pela sua indústria turística, tem sido um palco da luta contra as organizações da extrema-direita, que lá ocupam inclusive algumas prefeituras locais e é também a região do interior onde a UP vem acumulando um crescimento constante.

Neste domingo (17), o interior fechou, até agora, sua fase de congressos locais com 2 encontros, um em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, e outro com os militantes dos municípios de Macaé e Rio das Ostras. 

Em Itaperuna, a UP realizou pela primeira vez um congresso local. A militância debateu a consolidação do partido na cidade e na região do Noroeste Fluminense. 

Já o congresso local de Macaé e Rio das Ostras reuniu mais de 20 militantes nesta última cidade e debateu a luta a necessidade aumentar a influência do partido na região, em especial no trabalho sindical.

Nesses encontros foram eleitas comissões políticas regionais para dirigir o partido nas cidades, além dos delegados ao Congresso Estadual, que ocorrerá na capital. Ainda neste mês está previsto o encontro do Sul Fluminense, onde ficam as cidades operárias de Volta Redonda e Resende e onde a UP está iniciando seu processo de organização.

Capital realiza congresso histórico

A capital fluminense teve seu congresso municipal no Club Municipal, no bairro da Tijuca, Zona Norte. Os militantes do Rio de Janeiro foram em peso ao evento, que contou com mais de uma centena de delegados, representando os núcleos de bairro e locais de trabalho de toda cidade. 

A UP está organizada na cidade do Rio desde sua fundação e início de coleta de assinaturas. Será também na capital fluminense que ocorrerá o 3º Congresso Nacional da Unidade Popular. 

Assim como nos outros congressos locais, o congresso da capital contou com a saudação dos movimentos que compõem a UP, como o MLC, MLB, Movimento de Mulheres Olga Benario, Movimento Negro Perifa Zumbi e da UJR. Também saudaram a militância representações do Jornal A Verdade e do Partido Comunista Revolucionário.

O novo presidente municipal da UP no Rio, Miguel Hauer (ao centro), ao lado de Bia Martins (dir.), eleita vice-presidenta municipal. Foto: @lucas.normande/UP-RJ

Os delegados e observadores debateram profundamente as teses nacionais e a organização do partido, que já chega em todas as regiões da 2ª maior cidade do país. Também puderam fazer um balanço das experiências dos núcleos de base e do processo de formação dos coordenadores de núcleo, tocado pelo atual diretório local.

O Congresso Municipal da UP no Rio também elegeu seus delegados ao Congresso Estadual, no próximo dia 1º, e o novo Diretório Municipal, que será presidido pelo estudante da UNIRIO MIguel Hauer.

Para Miguel, que falou ao Jornal A Verdade, o Congresso “foi extremamente vitorioso e ele sai com a missão de construir uma Unidade Popular presente nas favelas, nas fábricas, nas empresas, nas escolas, para construir um grandioso partido antifascista no Brasil e no Rio de Janeiro para enfrentar a conjuntura difícil que vivemos na cidade hoje.”

UP-RJ se prepara para congressos estadual e nacional vitoriosos

Com a realização destes congressos locais, a Unidade Popular no Rio de Janeiro sai muito fortalecida no estado. Reunindo militantes de quase um terço dos municípios d\o estado, a UP mostra o aprofundamento da sua organização no interior fluminense e em todas as regiões da capital.

“O balanço que a gente faz desde o último Congresso da Unidade Popular é que nosso partido esteve à altura dos desafios dessa conjuntura. Nosso principal objetivo foi o enfrentamento ao fascismo. E todas as nossas ações e a organização do nosso partido visam isso.”, afirmou a presidenta estadual da UP, Juliete Pantoja.

A militância se prepara agora para a realização do 3º Congresso Estadual, onde poderá aprofundar as sínteses tiradas em cada encontro local. O partido no Rio também espera a realização do 3º Congresso Nacional da UP, que ocorrerá de 3 a 5 de novembro e receberá as delegações estaduais de todas as regiões do Brasil no estado.

Diante dos desafios de enfrentar o fascismo de Bolsonaro e cia. no seu nascedouro, a Unidade Popular reafirma de que apenas com a organização revolucionária dos trabalhadores será possível construir uma transformação de verdade no país.

Veja abaixo algumas imagens dos congressos locais da UP no Rio.

Congresso da Região Serrana reuniu a militância na Câmara Municipal de Petrópolis. Foto: JAV-RJ
Congresso da Baixada Fluminense ocorreu no Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química (Sindiquímica). Foto: JAV-RJ
Etapa local do Leste Metropolitano, que engloba Niterói, São Gonçalo, Maricá e Itaboraí contou com a presença da presidenta estadual, Juliete Pantoja. Foto: Unidade Popular -RJ
Encontro dos militantes da UP de Macaé e Rio das Ostras debateu a organização do partido na região. Foto: UP-RJ
Militância de Itaperuna saiu animada para o Congresso Estadual da UP, que ocorrerá no próximo dia 1º. Foto: UP-RJ
Plenária de Campos dos Goytacazes, no norte do estado, também escolheu representantes ao Congresso Estadual. Foto: UP-RJ

 

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes