UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 21 de junho de 2024

Constante aumento da passagem de ônibus em Caruaru prejudica os trabalhadores

Aumento constante nas tarifas de transporte público em Caruaru prejudica trabalhadores e estudantes. A passagem em Caruaru chega a custar R$4,80 nas zonas urbanas, e chegando a custar R$7,50 em localidades da zona rural.

Jesse Lisboa | Redação PE


TRABALHADOR UNIDO – No início de 2022, o prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro (PSDB), havia sancionado um decreto de aumento nas tarifas do transporte coletivo na cidade, medida afetou a vida da maioria dos trabalhadores da cidade. O aumento, aprovado previamente em uma reunião do Conselho Municipal de Trânsito e Transportes (COMUT), elevou o valor das passagens para R$4,50 na zona urbana e R$7,50 em localidades da zona rural.

Em setembro de 2023, a partir de uma medida anunciada pela Autarquia de Mobilidade, Trânsito e Transporte de Caruaru (AMTTC), o valor das tarifas sofreu mais um reajuste, passando de R$ 4,50 para R$ 4,80, para pagamentos em dinheiro. A AMTTC informa que, ao usar o Cartão Leva, há um pequeno desconto de R$0,70 em cada passagem, como uma alternativa à esse valor.

Para muitos trabalhadores, a dificuldade de acesso aos ônibus é uma realidade há muitos anos. A falta de rampas adequadas, elevadores para cadeiras de rodas e espaços reservados para pessoas com deficiência torna o uso do transporte coletivo verdadeiro desafio para aqueles com mobilidade reduzida. O aumento das tarifas sem melhorias nesse aspecto representa um obstáculo ainda maior para pessoas que necessitam desse tipo de transporte para ir trabalhar, estudar, etc.

É importante considerar que a ausência de regulamentação permite que as empresas de transporte público aumentem as tarifas com pouca ou nenhuma justificativa. Isso mostra um ambiente em que as operadoras podem agir de acordo com seus interesses financeiros, em detrimento das demandas dos passageiros. A falta de transparência nos processos de fixação de preços também contribui para a falta de confiança das pessoas nas empresas de transporte.

A importância da luta

Estudantes organizados em frente à Prefeitura de Caruaru Foto: Reprodução

Assim como em 2022, é preciso retomar as lutas contra o aumento da passagem na cidade de Caruaru. A União da Juventude Rebelião (UJR) e a União dos Estudantes Secundaristas de Caruaru (UESC) protagonizaram esses protestos, que pautavam questões importantes, como por exemplo, a importância de se mobilizar para mudar a realidade dessas políticas. Os estudantes junto à classe trabalhadora, ao se unirem e levantarem suas vozes, conseguem chamar a atenção para as dificuldades enfrentadas diariamente por aqueles que dependem do transporte coletivo, que deveria ser gratuito, acessível, e de qualidade para todos.

Raiana Rodrigues, presidenta da UESC, pauta que, “assim como em 2022, não vai ser diferente em 2023. Para dar a resposta a esse aumento abusivo na passagem novamente, que faz com que o trabalhador seja cada vez mais assaltado pelos empresários das empresas de transporte, que só oferecem um sistema de transporte precarizado. Com isso, a diretoria da União dos Estudantes de Caruaru está mobilizando os estudantes e convocando a classe trabalhadora de Caruaru para se unirem conosco na mobilização contra esses aumentos abusivos da tarifa dos transportes públicos.”

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes