UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 16 de abril de 2024

Daens- um filme que grita por justiça

Além de expor de forma visual o antagonismo de classe, o filme é envolvente e engajado com o decorrer do tempo para a sua história.

Felipe Assis


CULTURA| O cinema é uma ferramenta essencial para a formação do imaginário em diversos aspectos e é essencial para traduzir ideias revolucionárias em imagens e cenas como nos filmes do diretor soviético, Serguei Eisenstein.

Assim, é importante dar valor para filmes que abordem temas importantes e fundamentais para a história com uma visão crítica e fora do centro norte-americano do cinema. Por isso, apresentamos esta obra, lançada em 1993, pelo diretor belga Stijn Coninx o filme Daens- Um grito de justiça.

Um filme que apresenta a cidade belga de Aalst marcada pela pobreza extrema dos que movem as fábricas em contradição com a abundância dos burgueses, donos das fábricas no final de 1800. 

Como era a realidade da revolução industrial? Essa é uma pergunta importante de se fazer, já que em diversos momentos em que esse tema é abordado ele é encarado como apenas um processo, sem se levar em conta as condições materiais de vida da população trabalhadora em todos os sentidos sociais, desde o trabalho à vida cotidiana dos trabalhadores.

É fundamental encarar os processos de aprofundamento do capitalismo mais do que simples números e dados, mas encarar a realidade das condições de existência das classes proletárias e o antagonismo de classe entre a burguesia e os trabalhadores. 

Assim é a história do filme, que está disponível gratuitamente neste link e se baseia nas experiências em que o personagem principal – padre Daens – desde seu primeiro momento na vivendo na cidade já apresenta as suas críticas publicando no jornal cristão mensagens como “Basta de crianças morrendo em Aalst”. 

Daens é um personagem complexo e interessante em se analisar já que, diferente dos seus pares, enxerga de forma crítica a situação precária e se une aos trabalhadores na luta contra as forças burguesas do estado e as limitações e punições que a igreja provoca em sua vida, apesar de não estar junto do grupo socialistas de Aalst e não se considerar um socialista nem parte do partido. 

Isso é um elemento interessante de se apresentar, já que o filme aborda, de maneira bastante simples, a atuação de um jornal socialista e a importância da militância que os membros fazem junto da divulgação de matérias dos trabalhadores para os trabalhadores.

O filme apresenta, de maneira bastante didática, diversos mecanismos de repressão, dominação e controle da classe proletária pela classe burguesa. Mas ele não é apenas uma forma visual do antagonismo de classe, também apresenta um enredo envolvente, carregado de reviravoltas, engajado com o decorrer do tempo para a sua história.

Com uma construção da realidade bastante fiel ao momento histórico, conta com uma direção lenta, mas gradual nas abordagens dos elementos que tornam a narrativa cativante,  envolvente e corajosa por apresentar esse momento histórico de forma crítica, sem esconder os problemas das sociedades capitalistas e as vidas miseráveis que as pessoas desse período viveram. 

Daens é uma obra que, apesar de sua idade, é bastante complexa em sua construção de ambiente e de intrigas políticas, abordando a realidade de forma crua e bruta. Daens- Um grito de justiça é um filme que merece ser assistido, tanto por sua didática em elementos importantes sobre a construção do antagonismo de classe e da articulação da classe burguesa contra o proletariado, como um filme de drama e sua representação fiel ao momento histórico representado na atuação dos personagens.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes