UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 6 de outubro de 2022

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

CARTA | “Superfaturamento de hospitais de campanha”

“Humanizar, ser verdadeiramente humano nesse país se faz necessário onde vemos o povo sendo ameaçado por um poder autoritário e fascista.” Regina Franco MOGI DAS CRUZES...

“A necropolítica dos governos estaduais e municipais”

Em meio de uma pandemia mundial, com a cidade de Mauá liderando um número de mortes no ABC paulista o governo estadual e a prefeitura Municipal decidiram reabrir o Mauá Plaza Shopping. Isso comprova a necropolítica dos governos estaduais e municipais, que visam o lucro em cima do bem-estar humano.

“Temos que decidir entre pagar aluguel ou comer”

Enquanto os governantes Romeu Zema (NOVO) e Alexandre Kalil (PSD) tentam se diferenciar um do outro com suas políticas e ideologias vemos que ao tratarem os funcionários públicos mais pobres os dois agem da mesma maneira. E por conta desses “gestores da miséria” mais de 1.700 trabalhadores e trabalhadoras passarão o mês de junho inteiro com menos de R$500,00.

“Alegria na luta revolucionária”

No dia 7 de junho, um domingo, o Brasil foi palco de diversas manifestações que clamavam pela proteção das vidas pretas e periféricas, pelo enfrentamento ao fascismo, pela justiça, pelo fim da polícia militar, pela abertura dos arquivos da ditadura e pelo fora Bolsonaro. Em São Paulo, a manifestação ocorreu no Largo da Batata, zona oeste da capital e, como no resto do país, os militantes da Unidade Popular pelo Socialismo (UP), da União Juventude e Rebelião (UJR), do Movimento de Luta nos Bairros Vilas e Favelas (MLB), do Movimento de Mulheres Olga Benário e do Movimento Luta de Classes (MLC) estavam presentes em peso. Ao fim do ato, a presidente estadual da UP, Vivian Mendes, conversou com os companheiros de luta, relatando nosso papel histórico, homenageando aquelas e aqueles que lutaram antes de nós e evidenciando nosso importante papel de vanguarda na busca do poder popular e no enfrentamento ao fascismo proeminente no Brasil de hoje. Ao fim de sua fala, os militantes utilizaram palavras de ordem e cantaram saudando a organização e a luta do partido e dos movimentos ali presentes. Naquele momento eu reparei na alegria coletiva daquelas pessoas, transbordando uma força que me deixou arrepiada.

Desafios da saúde mental na juventude

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil tem 5,8% de sua população sofrendo de depressão. Em todo o continente americano, nosso país fica atrás apenas dos EUA, onde 5,9% da população padece do transtorno. A depressão é um transtorno mental incapacitante: nos rouba toda perspectiva de vida, sugando qualquer sentimento de felicidade e prazer. Todos estes sintomas são nada mais do que reflexos do que o capitalismo tem a oferecer: tristeza e desesperança para todos aqueles que são subordinados a uma vida de miséria e exploração desumana. Não é de se estranhar que a população pobre, em especial a nossa juventude, seja a mais atingida por essa doença tão devastadora. Embora seja essa uma enfermidade que atinge o conjunto da sociedade.

“Estamos à mercê de um sistema político que sempre vai nos desfavorecer”

É preciso cada vez mais lutarmos por nossos direitos trabalhistas, porque, afinal, pagamos nossos impostos e somos também uma parcela dos que, com bravura, querem um Brasil livre e melhor com dignidade.

O movimento da vida é a solidariedade

O coronavírus será eliminado por atitudes que favoreçam o esforço coletivo. Os valores mais nobres da humanidade, como o amor, o afeto e a amizade se sobreporem ao individualismo, à ganância e ao egoísmo.

Diaristas e desempregadas ficam sem renda em meio à pandemia

Uma parte dos empregadores estão dispensando seus funcionários como medida de emergência, mantendo-os em casa para evitar a circulação e diminuir as chances de contaminação através do vírus. Com isso, não podem descontar dias não trabalhados e nem os demitir. As escolas cancelam as aulas e ficarão fechadas por período ainda indeterminado. Mas quem garante a sobrevivência das mães e pais que trabalham por conta própria? Quem pensa na saúde dessas pessoas?

Carta | A nossa água de cada dia

Carta anexada à página 08 da edição 224 impressa do Jornal A Verdade.

Carta | As crianças e o jornal A Verdade

Carta anexada à página 02 da edição 224 impressa do Jornal A Verdade.

A Fundação Casa de Rui Barbosa e o desmonte da pesquisa

Diversos trabalhadores e trabalhadoras se manifestaram contra o desmonte da Fundação Rui de Barbosa.

Novidades