UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 28 de setembro de 2022

Rodrigo Garcia culpa trabalhadores por fracasso em ferrovia privatizada

Em entrevista recente ao jornal SP1 da Rede Globo, o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), quando questionado sobre o aumento de problemas nas linhas de trem 8-Diamante e 9-Esmeralda, alegou caluniosamente que funcionários da CPTM teriam sabotado a operação dessas linhas.

Redação São Paulo


SÃO PAULO – Garcia prosseguiu a acusação associando as supostas sabotagens às demissões ocorridas no período: “(…) estamos até apurando, internamente, sabotagens que ocorreram. Porque nós tivemos, depois da concessão, a demissão de milhares de funcionários da CPTM, porque agora a linha é concedida”.

A operação e a manutenção das linhas 8 e 9 foram concedidas à ViaMobilidade (composta pelo Grupo CCR e pela RuasInvest) em março de 2021. Em janeiro deste ano, o consórcio assumiu integralmente a gestão. A partir de então, as falhas e acidentes aumentaram expressivamente, gerando uma grande insatisfação na população.

A baixa qualidade na gestão também provocou a morte de um funcionário da concessionária que sofreu uma descarga elétrica enquanto fazia a manutenção de um transformador.

A declaração do governador demonstrou uma profunda falta de respeito e extrema desvalorização dos trabalhadores ferroviários. A verdade é que, depois do leilão que concedeu as linhas foram os ferroviários da CPTM que estiveram em campo, treinando e orientando os funcionários da ViaMobilidade, transmitindo o conhecimento possível nos poucos meses antes do início da gestão privada, sem ganhar nenhum bônus por isso.

Inclusive, o Ministério Público investiga e pretende cobrar multa milionária da concessionária pelo uso indevido de funcionários da CPTM para realizar serviço para a empresa privada e pelas diversas falhas e problemas gerados à população.

Na mesma época, a diretoria da CPTM e o governo estadual ignoraram tamanha dedicação e lançaram o Programa de Demissão Incentivada e retiraram vários direitos históricos da categoria.   

Ainda que a concessão das linhas 8 e 9 tenha piorado o serviço, Rodrigo Garcia disse que pretende insistir na modalidade em São Paulo. João Dória sempre privilegiou grandes empresas, nunca respeitou os trabalhadores e o atual governador segue fielmente a mesma linha entreguista e difamatória.

Repúdio à calúnia de Rodrigo Garcia! Não às concessões e privatizações!

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes