UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 19 de abril de 2024

Encontro Estadual do MLC-SP ocorrerá nos dias 17 e 18 de junho no ABC Paulista

Evento que acontecerá em Santo André reunirá representantes para debater a organização e lutas do movimento sindical no próximo período e preparar a participação no 2º Congresso Nacional do MLC.

Ricardo Senese | São Paulo


TRABALHADOR UNIDO – O Movimento Luta de Classes de São Paulo (MLC-SP) realizou assembleias regionais na capital, ABC, Baixada Santista, Mogi das Cruzes, Campinas e Ribeirão Preto entre os dias 08 e 11 de junho, com a participação de mais de 80 sindicalistas. Os debates e votações nessas regiões refletiram a unidade política e a coesão do movimento preparando-o como uma força sólida e unificada para enfrentar os patrões e seus aliados fascistas.

As discussões se concentraram nas principais diretrizes do 2º Congresso Nacional do MLC cujo tema central é: “Organizar a classe trabalhadora pelos direitos e pelo socialismo” construindo o entendimento coletivo para que a luta por salários e redução da jornada de trabalho seja combinada com a luta pelo Poder Popular e pelo Socialismo.

Essa abordagem política fortalece o poder emanado da classe operária em contraste com o sindicalismo predominante no Brasil atual que amortece a luta de classes e recorre constantemente ao sistema judiciário trabalhista, controlado pela burguesia, para obter concessões dos exploradores. Essa política nos limita, na melhor das hipóteses, a pequenas conquistas parceladas e evitam greves o máximo possível.

Diante do contexto atual descrito pelos editoriais de A Verdade e da importante publicação da executiva nacional da Unidade Popular – UP, é urgente a construção da unidade operária contra o fascismo e o crescimento do sindicalismo liderado por mulheres que organize greves, estabeleça sindicatos com formação política e amplie nossas propostas para atrair mais companheiros, como os trabalhadores de tecnologia.

No Interior de São Paulo assembleia contou com professores e trabalhadores do MLC (Foto: Divulgação/MLC).

 

O Movimento Luta de Classes tem correspondido aos desafios, como evidenciado por nossa bem-sucedida participação nas eleições da APEOESP. As professoras continuam na ofensiva organizando plenárias da categoria, realizando formações marxistas e lutando contra o fechamento de salas de aula e a reforma do ensino médio. Já estamos nos preparando para o congresso do sindicato que ocorrerá em setembro.

Como diz a nossa presidente estadual da UP, Vivian Mendes: “Se a tarefa é grande, então vamos começar imediatamente.” As delegadas e delegados presentes no encontro estadual do MLC, que acontecerá no campus da UFABC em Santo André, têm uma responsabilidade importante que nos aproxima da libertação da escravidão assalariada: organizar greves e, com o apoio da classe trabalhadora, construir um movimento sindical combativo e organizado.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes