UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 22 de junho de 2024

Chapa “A Luta Tem Que Continuar!” vence eleições para o DALI da UFABC

A chapa “A Luta Tem Que Continuar!”, composta por estudantes do Movimento Correnteza e independentes, venceu as eleições para o DALI da UFABC.

Marcelo Pavão e Kananda Alves | Santo André


JUVENTUDE – A chapa “A Luta Tem Que Continuar!”, composta por 50 estudantes das licenciaturas entre membros do Movimento Correnteza e independentes, venceu por 85% dos votos as eleições para o Diretório Acadêmico das Licenciaturas Interdisciplinares (DALI) da UFABC. No total, 164 estudantes participaram do pleito, atingindo o surpreendente quórum de 25% dos alunos das licenciaturas em apenas um dia de votação.

Não é por acaso a participação massiva dos estudantes. No último ano, o DALI organizou uma das lutas mais ousadas do país no âmbito da educação. Com mobilização exemplar, os estudantes conquistaram a abertura do curso de Licenciatura em História, desafiando o projeto fascista do Novo Ensino Médio que exclui as disciplinas de História, Sociologia e Filosofia das grades curriculares das escolas. Esse feito consolidou o curso como a única Licenciatura em História presencial do ABC Paulista.

Além disso, a luta dos estudantes das licenciaturas ultrapassou os muros da universidade e trouxe a educação básica para o ambiente acadêmico. O DALI realizou a 1ª Semana da Educação da UFABC, promovendo atividades com os alunos do PIBID, Residência Pedagógica, cursinhos populares e escolas da região.

A entidade também esteve presente na luta contra o despejo do Projeto Meninos e Meninas de Rua, ameaçado por Orlando Morando (PSDB), prefeito de São Bernardo do Campo denunciado por racismo na ONU; se somou às atividades do Fórum Antirracista de SBC e apoiou a construção, junto ao Diretório Central dos Estudantes, do Seminário sobre Racismo Institucional, agregando os movimentos sociais da região ao ambiente da universidade pública.

Por isso, a chapa de continuidade da gestão foi apoiada por tantos estudantes que reconhecem as conquistas do último período dentro e fora das salas de aula. Em seu programa, a chapa se comprometeu em lutar pela abertura de novos cursos, pela melhoria na infraestrutura das salas de aula e laboratórios didáticos e pela consolidação das licenciaturas na UFABC.

Outro ponto importante do programa da chapa é o compromisso com a luta antifascista. Na opinião da chapa vencedora, os estudantes das licenciaturas devem estar à frente da luta pela prisão de Bolsonaro e seus cúmplices golpistas, pela revogação do Novo Ensino Médio e todas as reformas fascistas, e contra o governo de Tarcísio e Feder em São Paulo, inimigos da educação.

Ao contrário da chapa de oposição encabeçada por outras forças que ditas de esquerda, a chapa eleita está presente nas salas de aula, no chão do ensino básico e conhece profundamente as lutas em defesa das licenciaturas. Apesar de uma campanha rebaixada da chapa adversária, que fez uma campanha de mentiras, não sobraram dúvidas para os licenciandos da UFABC: a luta tem que continuar!

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes