UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 18 de junho de 2024

Moradores de Jacarepaguá se unem na luta pelo metrô

A área da Grande Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro, abriga mais de 690 mil pessoas. Ainda assim, poucas são as alternativas de transporte no local, não contando com acesso ao metrô ou aos trens da SuperVia.

João Herbella | Rio de Janeiro (RJ)


BRASIL – A grande área conhecida como a Grande Jacarepaguá, localizada na zona oeste do Rio de Janeiro, que de um único e extenso bairro se desmembrou em 11 (Freguesia, Anil, Taquara, Gardênia Azul, Cidade de Deus, Curicica, Praça Seca, Tanque, Pechincha, Camorim e o próprio bairro de Jacarepaguá), possui mais de 690 mil habitantes. Sendo a região carioca mais populosa e superando o total de habitantes de 99% das cidades do Brasil, de acordo com o Censo 2022 do IBGE.

Ainda assim, poucas são as alternativas de transporte no local. Os trens da SuperVia e o MetrôRio não chegam nesses bairros, deixando essa imensa população dependente do péssimo serviço de ônibus e BRT para se locomover. São comuns os casos de ônibus enguiçando na subida da Auto Estrada Grajaú-Jacarepaguá, deixando os passageiros sujeitos a aguardar mais de 30 minutos por um segundo ônibus ainda mais lotado que o anterior. E, se já não bastasse um ônibus lotado de pessoas, muitas vezes é encontrado a presença de baratas e outros insetos.

A demora do transporte também é um problema, um simples trajeto até o Centro pode levar de 2 a 3 horas dependendo do fluxo. Por outro lado, o BRT – tão aclamado pela prefeitura da cidade – não chega em todos os bairros de Jacarepaguá. Para piorar, muitos sub-bairros e ruas mais afastadas só são acessíveis pelo serviço de vans, que em sua maioria estão sob controle da milícia.

A saída é a luta!

O núcleo de Jacarepaguá da Unidade Popular (UP), em conjunto com os moradores e outras organizações sociais, se uniu na lutar pela implementação do metrô em Jacarepaguá. A Linha Transversal do metrô é uma luta histórica da região e uma proposta do Estado que nunca saiu do papel.

A proposta da Linha Transversal se iniciaria na estação do Jardim Oceânico (Barra da Tijuca), seguindo por diversos bairros de Jacarepaguá em direção à Baixada Fluminense, finalizando em Belford Roxo. O abaixo-assinado em favor dessa proposta já consta com milhares de assinaturas e pode ser acessado pelo link.

Proposta de Linha Transversal do MetroRio passando por Jacarepaguá.

Hoje, o metrô do Rio de Janeiro, ainda que se restrinja somente a capital do estado é o mais caro do Brasil. Mesmo atendendo, principalmente, a zona sul da cidade sofreu um aumento abusivo na passagem recentemente sem qualquer justificativa, passando de 6,90 para 7,50. O metrô do Rio de Janeiro conta, na prática, com apenas duas linhas e não atende, além de Jacarepaguá, diversas outras partes populosas da cidade, principalmente nas periferias.

O projeto elitista do setor privado que controla os serviços de transporte público é evidente. O objetivo desses grandes empresários e consórcios capitalistas é ficar ainda mais ricos do que já são. O lucro para eles é mais importante do que o bem-estar comum da população. Portanto, é necessário lutar contra as privatizações e pela reestatização das empresas de transporte de massa e que seu controle esteja nas mãos do povo.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes