UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Militar do GSI ameaça opositores com “tiro na cabeça”

Em áudios divulgados em grupos de mensagens, o militar da Marinha Ronaldo Ribeiro Travassos convoca colegas de farda para manifestações golpistas e incentiva ações terroristas contra opositores de Bolsonaro.

7 de setembro nas ruas: o que significa uma ditadura para o povo das periferias

Apesar das grandes dificuldades do dia-a-dia e da necessidade de uma revolução social para que exista uma democracia verdadeira, da qual possamos ter orgulho...

Dom Paulo Evaristo Arns segue sendo exemplo para a luta popular

Considerado um rebelde pelos militares, Dom Paulo acumulou 46 fichas no DOPS. Os documentos o acusavam de ‘’praticar atividades comunistas’’, afirmavam isso pelo fato...

Morreu na prisão um dos principais torturadores da ditadura argentina. Quando os do Brasil terão o mesmo destino?

Miguel Etchecolaz, 93 anos, comandou ao menos 20 centros de detenção clandestinos, onde milhares de pessoas foram torturadas e mortas.

Projeto Nação – O Brasil em 2035: plano de poder para alguns

O que os generais estão fazendo é, em ano de eleição, acenar para o mercado financeiro e se mostrarem como homens modernos e atualizados que podem guiar o país para as elites da qual fazem parte. Bolsonaro é apenas a marionete desses militares tradicionais que se apropriaram do Exército e que governam o Brasil.

Áudios do Superior Tribunal Militar comprovam que houve tortura na ditadura

Heron Barroso | Redação BRASIL - A recente revelação de áudios de sessões do Superior Tribunal Militar (STM), obtidos pelo advogado Fernando Fernandes e pelo...

Sitio de Memoria “La Tablada” – A luta do povo uruguaio pelo direito à memória, verdade e justiça.

A luta por memória, verdade e justiça no Uruguai avançou com a inauguração do projeto do “Sitio de Memoria La Tablada”

Chega de comemorar mortes: a importância da luta por memória e verdade hoje

Tanto na ditadura militar, quanto na atual pandemia, o que se observa é o sacrifício da vida do povo em prol da manutenção do capitalismo. Rememorar os crimes que a ditadura cometeu é fundamental para compreendermos e articularmos as lutas no tempo presente. E o mesmo vale para os dias de hoje: as milhares de mortes (que poderiam ser evitadas) precisam ser devidamente responsabilizadas.

“Aqui vencemos a floresta”: como a ditadura militar torturou a Amazônia

Durante os governos militares, a Amazônia foi representada como um inimigo que impedia a expansão econômica e a felicidade da nação. Durante 21 anos, as Forças Armadas foram responsáveis pela destruição de importantes biomas amazônicos, das riquezas naturais e da fauna local. Trabalhadores imigrantes eram superexplorados e mais de 8 mil indígenas foram assassinados para abrir espaço ao falso “milagre econômico”.

Militar vira réu por crimes cometidos durante a ditadura

O sargento reformado Antônio Waneir Pinheiro de Lima é acusado pela Justiça Federal de sequestrar, torturar e estuprar Inês Etienne Romeu na Casa da Morte, em Petrópolis, durante a ditadura militar.

Prisão do rapper Pablo Hasél provoca protestos na Espanha

Manifestantes pedem liberdade do músico condenado por criticar a corrupção da monarquia espanhola e a violência policial. Atos levaram milhares de pessoas às ruas de Barcelona e outras cidades do país.

Novidades