UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 6 de julho de 2022

15º e 16º dias: programa de formação para a quarentena

Foto: Edival Cajá e Dom Helder

Redação Piauí
Jornal A Verdade

BRASIL – Devido à atual situação em que o mundo se encontra, em meio à pandemia do Covid-19, em que a disseminação de fake news, a falta de informação tem afetado diretamente a todos, com impacto acentuado em pessoas que sofrem com crises de ansiedade e/ou de pânico. O isolamento social, que é necessário agora, acaba por piorar ainda mais esse quadro de desinformação e medo.

Pensando nisso e na necessidade de compreensão de quais fatores levaram a esse contexto social , o jornal A Verdade está fazendo uma programação com indicações de textos e filmes para ajudar na formação política de seus leitores no período da quarentena.

LEIA MAIS:
Programa de Formação Política Para a Quarentena

3º e 4º Dia: Programa de formação para a quarentena

5º e 6º Dia: Programa de formação para a quarentena

7º e 8º dias: programa de formação para a quarentena

9º e 10º dias: programa de formação para a quarentena

11º e 12º dias: programa de formação para a quarentena

13º e 14º dias: programa de formação para a quarentena

Divulgaremos essa programação a cada dois dias aqui em nosso site. Confira a indicação para as próximas 48 horas.

15º DIA:

FILME

BATISMO DE SANGUE

Filme baseado no livro de Frei Betto, conta a história de cinco frades dominicanos que entram para a luta contra a ditadura militar no Brasil nos anos 60. Com o desenrolar do enfrentamento conhecem figuras históricas como Carlos Marighela e se dedicam cada vez mais a libertar o povo do fascismo estabelecido pelos militares. Por apoiarem a luta armada, são considerados comunistas e subversivos. O filme retrata também a crueldade das torturas desumanas e humilhantes que marcam a história desse período e dos que foram submetidos a ela.

Direção :Helvécio Ratton

1h e 50 mim / Drama, histórico

LINK NO YOUTUBE:

TRAILER:

https://www.youtube.com/watch?v=uhBemy_vXCk

FILME:

https://www.youtube.com/watch?v=c8ep3AJYdms

TEXTO

A LUTA DE JESUS CRISTO CONTRA OS FARISEUS

A luta de Jesus Cristo contra os fariseus é um artigo do historiador José Levino e foi publicado em 2010 pelo Jornal A Verdade.

O historiador contextualiza o leitor das características de onde Jesus nasceu, na Palestina, onde não havia propriedade privada, os bens produzidos pertenciam a todos, num regime de comunismo primitivo.

O historiador pontua as transformações após se instituir a propriedade privada e a exploração do homem sobre o homem, também com quem Jesus aprendeu sobre a importância da partilha, do amor ao próximo e da vida em comunidade, além disso mostra um novo olhar sobre a cidade de Canaã, a terra prometida, e como os hebreus foram se corrompendo diante do sistema que já era estabelecido pela sociedade, já havendo um sistema econômico e onde a minoria (rica) era quem governava. Cristo para a grande maioria do povo, pobre, os doentes, as prostitutas, era o messias o grande salvador. Três anos depois de pregar pelas aldeias palestinas, resolve entrar na capital, Jerusalém, centro do poder econômico político. Com a sua chegada Cristo passa a chamar atenção da alta classe que ali governava, sendo assim perseguido, preso, torturado e humilhado em via pública e sendo crucificado no monte Gólgata.

A visão de Levino nos mostra que a verdadeira luta de Cristo era para as pessoas que mais precisavam, o povo pobre, nada tinha a ver com a acumulação de riqueza, pois aprendera desde cedo o valor da divisão dos bens para todos, da partilha e do amor. Cristo para muitas pessoas pelo mundo é a salvação, mas muitos se esqueceram de sua trajetória e para quem realmente Jesus servia. No Brasil durante a ditadura militar Dom Helder Câmara e Dom Pedro Casaldáliga, foram marginalizados por dois papas, João Paulo II e Bento XVI, devido a ser verdadeiros cristãos que defendiam os pobres, mas apesar disso eles seguiram os ensinamentos de Cristo, e defenderam os mais pobres, criticando aqueles que querem servir a dois “senhores”, o dinheiro e a Jesus.

 

ARQUIVOS: A luta de Jesus Cristo – José Levino formatado

16º DIA:

FILME

ENTREVISTA COM LEONARDO BOFF NO RODA VIVA

Entrevista com o Teólogo Leonardo Boff em 1997, após seu afastamento do clericalismo católico. O teólogo levanta importantes questionamentos sobre a hierarquia religiosa dentro da Igreja e o potencial afastamento que ela causa entre a Igreja católica e o povo. A discussão é alimentada por religiosos e jornalistas presentes no programa e o teólogo reforça a necessidade de interpretação da religião através da teoria da libertação que questiona os interesses reais da sociedade e a ligação dos altos níveis da Igreja com grandes grupos empresariais, apontando como saída uma igreja mais democrática, com mais respeito ás realidades sociais e com mais igualdade de gênero.

1h 30 min / Entrevista

Emissora: TV Cultura

LINK DA ENTREVISTA NO YOUTUBE:

 

ENTREVISTA COM DOM PEDRO CASALDÁLIGA NO RODA VIVA

Entrevista com o Bispo Dom Pedro Casaldáliga em 1988, discute temas referentes a relação entre a religião e as estruturas do estado, através do ponto de vista do bispo, que acredita na teologia da libertação como saída, para que a religião possa auxiliar o povo a atravessar suas dificuldades. Don Pedro destaca também a importância de sua luta dialética em transformar a igreja por dentro, atuando no terceiro mundo e em países que na época passavam por situações complexas como era o caso da Nicarágua.

Faz um dura crítica ao capitalismo em vários momentos e afirma que “o Capitalismo não pode ser cristão … entendido em sua essência, lucro e acumulação, por causa disso exploração e exclusão não pode ser cristão”

1h 30 min / Entrevista

Emissora: TV Cultura

 LINK DA ENTREVISTA NO YOUTUBE:

 

TEXTO

Socialismo e Cristianismo

Fidel Castro

Trecho do livro Fidel e a Religião – Conversas com Frei Betto. Uma entrevista feita por Frei Betto ao Fidel Castro em maio de 1985, aborda os temas do socialismo e o Cristianismo, onde trata de demonstrar como Cuba após a revolução encarou a questão da Religião desmentindo vários ataques feitos ao governo Cubano.  Fidel explica que “no que se refere à religião, antes do fator político, tenho presente o fator moral e os princípios … isso pertence ao mais íntimo da pessoa humana e, por isso, vemos tais direitos reconhecidos na nossa Constituição Socialista, de 1975, não como mera questão política, e sim como algo que tem mais amplitude, como uma questão de princípios, de respeito ao direito de a pessoa professar a religião que queira”

Também aprofunda sobre como os revolucionários marxista – leninista devem tratar com a religiosidade nas massas, trabalhar para ganhar amplas massas para a luta contra o sistema capitalista e pelo socialismo, é um erro acentuar as diferenças filosóficas com os cristãos que, como parte majoritária do povo, são as vítimas massivas do sistema, em vez de concentrar o esforço em conscientizar para unir numa mesma luta todos que carregam uma mesma aspiração de justiça”

Durante este trecho, abordam várias outras questões sobre a história da dominação da igreja, sobre a teologia da libertação em particular na América Latina.

Também segue o artigo bibliográfico sobre Dom Pedro Casaldáliga.

ARQUIVO:  Socialismo e Cristianismo – Fidel Castro formatado

Dom Pedro Casaldáliga – José Levino formatado

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes